Programa Cidades do Esporte, da Atletas pelo Brasil, entra em nova fase

O programa Cidades do Esporte, da Atletas pelo Brasil, volta às cidades-sede da Copa para oficinas de validação dos números e informações coletados nos últimos meses.

O projeto tem como objetivos promover a importância do esporte nas políticas públicas, realizar um diagnóstico e monitorar anualmente a evolução dos indicadores nos municípios, além de fomentar o intercâmbio entre as cidades e divulgar boas práticas.

O Cidades do Esporte teve início em 2012, quando os prefeitos das cidades participantes assinaram um termo comprometendo-se com as metas do programa. Em seguida, a equipe da Atletas pelo Brasil realizou visitas e reuniu as informações necessárias para o diagnóstico da realidade do esporte nas cidades. A partir de agora, haverá uma rodada de validação de respostas nos municípios.

As oficinas contarão com a presença de representantes da Atletas pelo Brasil e das secretarias municipais envolvidas nos questionários do programa.   O primeiro município a ser visitado será Salvador (BA), no qual a reunião de validação será realizada na quinta-feira (24). Além da capital baiana, o programa está presente em Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

“Com os encontros de validação de dados, poderemos finalizar o diagnóstico de cada cidade para o relatório final e ainda teremos mais uma oportunidade de promover o esporte como política pública integrada”, afirma Silvia Gonçalves, assessora de políticas públicas do Cidades do Esporte.

“O Cidades do Esporte foi a cada cidade-sede da Copa , mobilizando a comunidade esportiva e os dirigentes públicos. A proposta é apoiar a integração das pastas do esporte com a educação, saúde e outras, em torno de uma visão única e construindo planos de ação para garantir que o esporte aconteça em todas as dimensões para o maior número possível de pessoas”, completa Ana Moser, presidente da Atletas pelo Brasil.

A versão final do relatório do Cidades do Esporte está prevista para ser divulgada até o final de 2014. Com a continuidade do programa, a cada ano, será possível avaliar a evolução na situação da política esportiva e a infraestrutura para o esporte em cada uma das 12 cidades.

“O Cidades do Esporte é o principal programa da Atletas pelo Brasil. É uma forma de atuar mais localmente, porque é nos municípios que o esporte acontece. Tem o objetivo de poder ajudar a construir uma política pública esportiva nas cidades e no País “, afirma Daniela Castro, diretora-executiva da Atletas pelo Brasil.

O projeto conta com um comitê técnico e de governança formado por: REMS, PNUD, Instituto Ethos, SESC, Instituto Ayrton Senna, Instituto Esporte Educação, Unicef, Rede Cidades Sustentáveis e Nike.

Encontro de Ginástica Artística começa domingo em Porto Alegre

Começa no próximo domingo, 24, o 12º Encontro de Ginástica Artística. Realizado pela Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME), está marcado para começar às 14h no Ginásio Municipal da Capital, o Tesourinha, localizado na av. Érico Veríssimo. O evento terá a participação de centros comunitários, praças e parques da SME (Cecores, Cecoflor, Ramiro Souto, Darcy Azambuja, Lupi Martins e Mascarenhas).

A SME aguarda mais de cem crianças no evento, que representa uma oportunidade de avaliação, cooperação e integração entre os participantes. Nesta edição, as atividades de integração vão ser à apresentação de exercícios como solo, trave e salto. O projeto de Ginástica Artística foi idealizado com o objetivo de promover e democratizar o acesso à prática desta modalidade. Desde o seu início fundamenta-se numa proposta de formação constante de recursos humanos, desmistificando as dificuldades técnicas da modalidade.

Histórico — A Ginástica Artística foi desenvolvida com o objetivo de fomentar a sua prática nas Unidades Recreativas (UR’s) da SME. Foi implementada em 2001 no Parque Ararigbóia, sob a responsabilidade do professor Vitor Hugo Lobato Winter. Na sua essência, a proposta pedagógica é valorizar a criança como um ser em formação, enfocando os diversos aspectos do seu desenvolvimento: o lúdico, o aprendizado técnico específico da modalidade, a sociabilidade e valores, incluindo a competição como uma oportunidade de avaliação de rendimento individual inserida numa perspectiva de cooperação.

Programa Lazer & Saúde Itinerante terá novas ações

O programa Lazer & Saúde Itinerante terá sua próxima ação em setembro, no Parque Santa Anita, e em novembro, na Praça México, que fica localizada no bairro Rubem Berta, na zona norte da capital. Os dois eventos acontecem nos sábados pela manhã. O programa, da Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME), oferece gratuitamente orientação para caminhadas, corridas e ciclismo. Ele é voltado pra áreas não atendidas pelo Lazer & Saúde, realizado em nove parques e praças da cidade .

O participante tem atendimento individualizado com prescrição e acompanhamento da atividade física, além de controle de freqüência cardíaca e da pressão arterial. Atualmente, o programa possui mais de 17 mil usuários cadastrados. Seu principal objetivo é a promoção à saúde com a mudança de hábitos da população. O programa pode ser solicitado pelas comunidades na SME.

Qualidade de vida

A Secretaria Municipal de Esportes também oferece outras atividades gratuitas em centros, parques e praças. Entre as ações estão Yoga, ginástica chinesa, biodança, expressão corporal, capoeira, dança, ginástica localizada, alongamento e ginástica olímpica.

A musculação vem recebendo destaque entre as modalidades desenvolvidas, especialmente no Ginásio Tesourinha e no Parque Ararigbóia. A SME tem como prioridade uma metodologia voltada para o equilíbrio muscular e não apenas para a estética. Em paralelo, está sendo realizada uma pesquisa na área de musculação para a Terceira Idade, analisando o efeito do trabalho de sobrecarga na prevenção à osteoporose.

Carta aberta aos candidatos à Presidência

www.judoesteio.com.br
Nós, atletas associados da Atletas pelo Brasil, estamos lançando oficialmente e buscando adesão a uma carta-compromisso a todos os candidatos à Presidência da República com nossas propostas para a melhoria do esporte brasileiro.
O esporte é direito humano e constitucional de todos os cidadãos (ONU 1979; CF, art. 217). Foi galgado a esse patamar por ser importante instrumento para o desenvolvimento humano e social. Seu impacto abrange diferentes políticas públicas fundamentais, como: saúde, educação, diminuição da violência e planejamento urbano.
Os benefícios do esporte para a saúde já são comprovados. O sedentarismo e a obesidade são problemas contundentes de saúde pública, uma epidemia mundial. Hoje, o Brasil gasta mais de R$ 12 bilhões por ano com problemas causados por suas consequências. Mais da metade da população brasileira está acima do peso e mais de 17% são obesos. Os poucos e frágeis dados sobre atividade física nas capitais brasileiras apontam que somente 33% fazem atividade física suficiente e 15% são totalmente inativos. Na escola, o número de horas de atividade física e esporte para crianças e jovens também não é animador. A previsão de é que essa será a primeira geração no mundo que viverá menos do que seus pais. Por isso, pensar em esporte e atividade física passou a ser primordial nas políticas públicas dos países.
Na educação, o esporte vem trazendo resultados surpreendentes. O esporte e a atividade física resultam em menos faltas a aulas e maior pontuação em testes cognitivos. Em projeto de esporte nas escolas em sua meta de legado das Olimpíadas, a Inglaterra implantou o esporte de qualidade em 450 escolas britânicas e mediu o impacto. O resultado mostrou melhoria no aprendizado em matérias como inglês e matemática, além de melhorias pessoais e sociais, como maior autoestima, trabalho em equipe, cooperação e responsabilidade. No entanto, no Brasil, isso não é prioridade na educação. Somente 30% das escolas de educação básica têm quadras e não há professores de educação física em todas as escolas, o que faz o país não aproveitar de forma adequada o enorme potencial do esporte na educação.
Essa disciplina deve estar no contexto pedagógico da escola, pois o esporte é um facilitador do aprendizado. Quando o profissional de educação física é qualificado e apresenta bons projetos, o resultado é sempre positivo. Contudo, hoje, isso depende do empenho pessoal do bom profissional.
O Brasil ainda possui uma visão limitada e acessória do esporte, com ênfase no entretenimento relacionado ao esporte de alto rendimento, em detrimento de sua efetivação como direito, notadamente nas dimensões educacional e de participação.
No caso do alto rendimento, a situação também não é animadora. Faltam ao país gestão e transparência nas organizações que administram o esporte nacional. A aprovação da Lei 12.868/2013 foi um marco e prevê limite de mandato aos dirigentes esportivos, participação dos atletas na gestão e sistema eleitoral, além de transparência. Contudo, o governo precisa avançar com a fiscalização do seu cumprimento, a regulamentação da participação dos atletas e a medição do desempenho das confederações e federações esportivas.
Além disso, faz-se necessária uma legislação que defina o Sistema Nacional de Esporte – hoje regido pela Lei Pelé, de limitada abrangência – e a implantação de uma política nacional de esporte de longo prazo.
Infelizmente, também não há linhas de financiamento público regular para iniciativas de Esporte de Participação e Educacional nos municípios. As secretarias de esporte têm orçamentos limitados e não conseguem realizar ações em quantidade e com qualidade. Os recursos são usados para financiar torneios de futebol de várzea, que beneficiam um número pequeno de pessoas, ou para construir estádios e ginásios que acabam se deteriorando pela falta de uma cultura da prática de atividade esportiva pela população. As ONGs, associações e clubes realizam trabalhos isolados e dependem de financiamento privado, e o esporte das pessoas comuns desperta menos interesse das empresas privadas e públicas.
Propostas
Para que o país reconheça e utilize todo o potencial do esporte, seja como direito de todos, seja como excelência no alto rendimento, eu me comprometo com as seguintes propostas:
(i)      Estabelecer metas quantitativas e de resultado para melhoria da atividade física e do esporte nas escolas, com reflexo no plano plurianual e no orçamento, garantindo a ampla participação, discussão, definição da sociedade civil desde a elaboração das ações voltadas às metas, como também em sua fase de execução e avaliação;
(ii)     Criar comitê interministerial para articulação de programas e projetos voltados ao esporte, que envolva, no mínimo, os Ministérios do Esporte, Planejamento, Educação, Saúde e Cidades e com a participação da sociedade civil;
(iii)   Implementar um esporte de qualidade em todas as escolas brasileiras, valorizando a importância da disciplina e promovendo um esporte inclusivo, que incentive a diversidade, o trabalho em equipe e a criação de valores;
(iv)   Ter uma legislação que defina o Sistema Nacional de Esporte, estabelecendo competências, responsabilidades dos entes federativos, financiamento do esporte e democratização das entidades que administram o esporte, entre outros.
(v)     Regulamentação do artigo da Lei 12.868/2013 sobre a participação dos atletas nas eleições dos dirigentes das entidades que administram o esporte;
(vi)   Fiscalização efetiva do cumprimento da legislação, em especial que garanta a efetiva democratização das entidades esportivas;
(vii)  Renovação da Lei de Incentivo ao Esporte;
(viii)   Desburocratização e celeridade na utilização da Lei de Incentivo ao Esporte;
(ix)   Coleta periódica e disponibilidade pública de dados sobre atividade física e esporte.
O simples fato de realizarmos grandes eventos esportivos não modifica a oferta de prática esportiva para a população se não tivermos metas e um plano integrado com essa finalidade. Mas defendemos que essa é uma realidade possível.
Acreditamos que o Brasil tem que buscar atletas de alto rendimento, mas também pode oferecer atividades esportivas para toda a população. Para isso, é preciso inverter a lógica da política e não ter somente investimentos para a ponta da pirâmide, mas para a base. Além dos benefícios que o esporte traz socialmente, com certeza ele é fundamental também para nos tornarmos uma potência olímpica. Um impacto positivo que formará gerações.
(13/8/2014).
Publicado pela associação Atletas pelo Brasil.

Festa Tradicionalista no CTG Chama Nativa

www.judoesteio.com.br
O Presidente do Conselho de Politicas Culturais - CPMC - de Esteio/RS e coordenador geral da Judo Esteio Amaro Nascimento, o Diretor de Cultura Daniel Mello e a Secretária de Arte e Cultura de Esteio estiveram presente no Jantar Baile de Integração dos Amigos do Rancho Montenegro, que contou com a animação do grupo Sina Fandangueira, evento este, realizado na sede do CTG Chama Nativa, na rua coelho Neto, 117, também em Esteio.
www.judoesteio.com.br

"O jantar foi realmente um belo momento de integração entre vários atores sociais, pois o Conselho de Cultura já apóia a muito tempo as atividades culturais em nosso municio, em especial o movimento tradicionalista com apoio e financiamento inclusive para a busca da Chama Crioula que ocorre todos os anos e tem a verba de patrocínio oriunda do CMP. Financia também inumeras atividades culturais que abrilhantam os eventos dos piquetes que no Parque de Exposições Assis Brasil, em comemoração a Semana Farroupilha." Falou o Presidente do CMPC e concluiu:
www.judoesteio.com.br
 "Cabe ressaltar que estamos falando de verbas publicas as quais são geridas pelo Conselho de Cultura com o objetivo de atender os princípios basicos da administração publica da Legalidade, Imparcialidade, Moralidade, Publicidade e da Eficiência, pois não é apenas o movimento tradicionalista que tem suas demandas atendidas, mas sim todos os seguimentos culturais de nosso município, desde o tradicionalismo,
www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br
 passando pelo Hip Hop, balé, capoeira, musica, artes plasticas e literatura, com inúmeros livros e cds publicados e gravados beneficiando diversificados segmentos, sem no entanto, privilegiar a qualquer um, primando pela descentralização da cultura. A verba que dispõe o conselho não é muito alta, mesmo que já tenha quase que triplicado nas duas ultimas gestões desde o anos de 2010." concluiu Amaro Nascimento.
www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br
 
www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br

Entidades e grupo de Responsabilidade Social

www.judoesteio.com.br
Ocorreu na quinta-feira pela manhã, 07, um café reunião na Sede da ACISE ESTEIO/RS para a divulgação da nova formatação da Parceiros Voluntários e ACISE, junto aos coordenadores de entidades sociais da cidade e grupos de responsabilidade social. A ideia é fortalecer o sentimento de grupo e a atuação da rede de voluntariados com mais força neste e no próximo ano. 
Na ocasião AMARO NASCIMENTO, coordenador geral da JUDO ESTEIO e que tambem é Parceiro Voluntário, esteve presente e se dispôs a cooperar no que fosse possível para que os novos projetos dessem resultado positivo a toda a comunidade, principalmente as que dependem mais diretamente das entidades atendidas pela ACISE Esteio/RS.

CAPOEIRA ANGOLA PALMARES EM ESTEIO

 http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
Ocorreu na quinta-feira, 07/08, um evento de confraternização com roda de Capoeira Angola e jantar, na Sede da Associação dos Moradores do Parque Amador em Esteio/RS. 
 O evento foi abrilhantado com as presenças ilustres do Prefeito Municipal de Esteio Gilmar Rinaldi, que fez questão de falar da importância da capoeira como cultura em nosso país e como ferramenta d resgate social e cultural das periferias e da elevada qualidade de vida que ela proporciana, pela integração e pela amizade que desenvolve. 
 http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
Tambem esteve presente a Secretária de Arte e Cultura do Município Angela Ruas, reforçando a qualidade do projeto ora desenvolvido pelo grupo Palmares. Informou também que esteve na Teia de Cultura no RN e o que viu de capoeira naquele estado a impressionou d maneira muito forte e que ficou emocionada no dia de hoje por ver que a capoeira de nosso Estado e em especial no município de Esteio é da mais alta qualidade e que esta muito feliz de o projeto Capuere ser desenvolvido aqui na cidade.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 Na ocasião o prefeito Gilmar Rinaldi e a secretária Angela Ruas ganharam a camiseta oficial do projeto, que tem a logo marca do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Esteio - CMPC.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 O evento foi prestigiado tambem pela participaçção do Presidente do CMPC de Esteio AMARO NASCIMENTO que ressaltou como as crianças e jovens estão sendo benefiaciadas pelo projeto CAPUERE que esta sendo executado com o apoio do conselho e com verbas da secretaria de arte e cultura.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
Estiveram presentes o Diretor de arte e cultura de de Esteio DANIEL MELLO, que ressaltou que se surpreendeu com a qualidade do projeto.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
estiveram presentes tambem a conselheira municipal de cultura VERA LUCIA DA SILVA e diversos representas do conselho.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
O presidente da Associação de Moradores do Parque Amador GIOVANE RODRIGUES, que tambem é conselheiro d cultura, ressaltou que o projeto esta valorizando a cultura no bairro e servindo de ponte para outros bairros do municipio se integrarem com a associação neste projeto de cultura brasileira
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
O produtor cultural rodrigo Milbradt da Silva e coordenador do projeto falou sobre o projeto:
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
"O projeto CAPUERÊ tem o objetivo da preservação e a manutenção de bens culturais  imateriais da cultura afro-brasileira, atende o principio da descentralização da cultura cuidando para preservar suas características ideológicas, históricas e regionais promovendo o acesso à comunidade local". Falou.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 Mestre DINDO - JOSE RODOLFO CARRINHO VIANNA, Coordenador do grupo Palmares no Estado do Rio Grande do Sul tambem estava presente e coordenou a roda de apresentação do grupo, Mestre DINDO, comentou:
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 "As aulas do projeto CAPUERÊ, por ser financiado pelo poder publico, são ministradas de forma GRATUITA e visa demonstrar como a capoeira é importante como expressão cultural, objeto de inclusão e participação social para  crianças e jovens porque lhes traz um desenvolvimento corporal, atua na formação de seu caráter, de sua coordenação motora e seu relacionamento em grupo, proporcionando a conquista de valores morais como a lealdade, perseverança, cooperação em grupo, amor ao próximo, disciplina, pontualidade, humildade, liderança e iniciativa".
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
O projeto CAPUERÊ é baseado na Inclusão Social de Crianças e Adolescentes através da Capoeira Angola, ensinando valores importantes como o respeito e a educação, estimulando o aluno a desenvolver o hábito de praticar esportes e valorizar a sua cultura, ampliando o número de pessoas beneficiadas dando a todos, sem qualquer tipo de descriminação de religião, gênero ou raça a oportunidade de aprendizagem e a formação e interação cultural de forma lúdica com a manifestação da cultura brasileira, orientando para a formação de cidadãos conscientes do seu papel na comunidade. 
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
O professor e proponente deste projeto é Associado a Associação de Capoeira Angola Palmares do Sul, Ponto de Cultura, com mais de 10 anos de existência e com um grupo com aproximadamente trinta e cinco anos de experiência e reconhecimento em todo e Brasil pela qualidade e excelência no ensino de Capoeira e outras expressões culturais, como o teatro e a musica, sendo que o proponente possui experiência de mais de seis anos com o ensino da capoeira a crianças, jovens e adultos pautados pela interdisciplinaridade e conhecimentos técnicos, práticos e teóricos. 
 http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 Os métodos de ensino utilizados no aprendizado da capoeira angola como meio de Inclusão Social, serão métodos de aprendizagem que respeite e considere o meio social a que pertençam os alunos objeto deste projeto. Pretende contribuir para a valorização da pessoa, seu ambiente social, promovendo a inclusão social com enriquecimento de valores comunitários locais, da família e da comunidade em geral. 
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 O ensino da capoeira angola, como uma das mais importantes manifestações da cultura afro-brasileira, resgata através da musicalidade, corporalidade, instrumentalidade e atividades de oficinas de ritmos e cantigas, a ginga corporal e o contato com as tradições brasileiras o bem estar social e a inclusão de crianças e adolescentes nas atividades culturais da cidade.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 A comunidade esteve presente em peso, Seu Adelmo, marido de Dona Maria tocou gaita para a comunidade enquanto jantavam.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 estiveram presentes tambem os Contra mestres do grupo Palmares, ATRAVESSADO, SASQUATE, LORI, PARDAL e seus alunos, representando alem das comunidades de Esteio tambem as cidades de São Leopoldo, Canoas, Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo entre outras.
http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
 As apresentações foram todas da mais alta qualidade, refletindo que a capoeira angola e toda a capoeira é uma grande força das comunidades, principalmente as de periferia e esta presente no cotidiano de nossa sociedade como base cultural.
  Fica pois o agradecimento do coordenador do projeto e de todos os alunos as autoridades municipais que participaram do evento, mostrando que a capoeira esta vivendo em uma outra realidade de força agregadora e multiplicadora da cultura brasileira.
 
 
A CAPOEIRA não tem discriminação de cor, credo, raça ou genero, é contra toda e qualquer forma de violencia e acredita na convivência em paz de toda a sociedade.






Sistema Municipal de Cultura de Esteio/RS

http://conselhodeculturaesteio.blogspot.com.br/
Ocorreu na quarta-feira, 06/08, no Gabinete do Prefeito Gilmar Rinaldi, na cidade de Esteio/RS a reunião que sancionou a Lei Municipal nº 5.960, de 31/07/2014, que dispõe sobre o Sistema Municipal de Cultura de Esteio, seus principio, objetivos, estrutura, organização, gestão, interlocução entre os seus componentes, recursos humanos, financiamento e dá outras providências, todas de imenso interesse e relevância para a cultura de nosso município e de nosso Estado. O Presidente do  Conselho Municipal de Políticas Culturais AMARO NASCIMENTO, conselheiros GIOVANE RODRIGUES, VERA LUCIA DA SILVA, também estavam presentes a Secretária Municipal de Arte e Cultura, ANGELA RUAS, o Diretor de Cultura Municipal DANIEL MELLO, SIMONE CUNHA, ROSELI MAGNANTE, também GIOVANE  e RAFAEL do grupo Rafuaggi.
www.judoesteio.com.br

"O objetivo do Sistema Municipal de Cultura - SMC, tem como objetivos básicos formular e implantar políticas públicas de cultura, democráticas e permanentes, pactuada com a sociedade civil, através de seus conselhos, e com os demais entes da federação, promovendo o desenvolvimento, humano, social e econômico, com pleno exercício dos direitos culturais e acesso aos bens e serviços culturais no nosso município de Esteio/RS." Comentou AMARO, Presidente do CMPC e Coordenador Geral do Judo Esteio - ENJEPE.
www.judoesteio.com.br

 www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br

Projeto de capoeira angola em Esteio/RS com o apoio do Fundo Municipal de Cultura tem aulas gratuitas a comunidade



www.judoesteio.com.br
Estão ocorrendo na Associação Comunitária do Parque Amador, localizado na Rua Ieda Nunes Pizzá de Azevedo, 109 , Esteio/RS desde o dia 01 de maio e vão até o dia 28 de agosto de 2014 o projeto CAPUERÊ, as aulas são gratuitas e ocorrem todas as quintas-feiras as 19:00 horas. 
 www.judoesteio.com.br
 O Projeto Capuerê tem por objetivo a Inclusão Social de Crianças e Adolescentes através da Capoeira Angola, ensinando valores importantes como o respeito e a educação, estimulando o aluno a desenvolver o hábito de praticar esportes e valorizar a sua cultura, ampliando o número de pessoas beneficiadas dando a todos, sem qualquer tipo de descriminação de religião, gênero ou raça a oportunidade de aprendizagem e a formação e interação cultural de forma lúdica com a manifestação da cultura brasileira, orientando para a formação de cidadãos conscientes do seu papel na comunidade.
O presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Esteio (CMPC) AMARO NASCIMENTO tem visitado o projeto e acompanha a fiscalização de sua execução, juntamente com o Presidente da Associação do Parque Amador, Giovane Rodrigues e também conselheiro do CMPC. 
www.judoesteio.com.br



www.judoesteio.com.br
O professor e proponente deste projeto, Rodrigo Milbrandt da Silva é associado a Associação de Capoeira Angola Palmares do Sul, Ponto de Cultura, com mais de 10 anos de existência e com um grupo com aproximadamente trinta e cinco anos de experiência e reconhecimento em todo e Brasil pela qualidade e excelência no ensino de Capoeira e outras expressões culturais, como o teatro e a musica, sendo que o proponente possui experiência de mais de seis anos com o ensino da capoeira a crianças, jovens e adultos pautados pela interdisciplinaridade e conhecimentos técnicos, práticos e teóricos. 
www.judoesteio.com.br

As Aulas tem o apoio do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Esteio, Fundo Municipal de Cultura e Prefeitura Municipal de Esteio.

www.judoesteio.com.br

www.judoesteio.com.br

My Space EJEP